Sarah Maple e a crítica ao patriarcado

Sarah Maple da série 'Anti Rape Cloak'

Sarah Maple é uma jovem artista britânica. Aos 30 anos, ela consegue de uma tacada só fazer quadros que criticam a sociedade machista patriarcal, problematizam o conceito de arte contemporânea como produto mercadológico e coloca em cheque as percepções ocidentais da cultura islâmica. Ufa! Quanta coisa.

Untitled with skirts up

 

I heart orgasms

Investment

 

Além de pintar, ela faz séries incríveis de fotografia e performances. Uma das minhas performances preferidas dela é o Anti Rape Cloak [Capa anti-estupro], onde ela veste uma “Capa anti-estupro” e ocupa diferentes espaços da cidade, sendo fotografada enquanto usa a capa.

 

  Cloak - carpark.jpg

Cloak - Playground.jpg

Cloak - tube.jpg

 

Você pode conhecer e acompanhar o trabalho dela nesse site.

Tags relacionadas
,
Mais de Barbara Mastrobuono

Mulheres contra Cunha

Ontem (12 de novembro) foi o terceiro ato em São Paulo contra...
Leia mais