Benção do Útero: a potência do ventre

Ilustração feita com exclusividade por Fernanda Garcia (a.k.a. Kissy)

É comum separarmos o divino e o carnal, o abstrato e o palpável, o racional e aquilo que não pode ser racionalizado, o corpo e a mente: cada qual em sua própria instância estanque e cumprindo sua devida função.

Supostamente, utilizamos apenas o cérebro para pensar, sentir e decidir rumos para nossa vida. No entanto, essa maneira de lidar com o mundo e com nós mesmas é ineficiente. Qualquer mulher que já tenha passado por uma crise de TPM sabe que a racionalidade não é soberana quando o assunto é sentimento e que, na maioria das vezes, não adianta fazer força com a cabeça para espantar a amargura.

Na prática, as dificuldades de ordem emocional se agravam quando teimamos em nos enganar e deixamos de assumir o quão limitado é o controle que exercemos sobre aquilo que sentimos. Acontece que, para desenvolver “inteligência emocional”, é preciso parar de supervalorizar o cérebro – e, por conseguinte, a cabeça – e criar consciência visceral: aprender a pensar com a barriga.

A Benção do Útero é uma oportunidade de nos conectarmos conosco e com nossa energia feminina, dirigirmos nossos desejos, nossas carências e nossa gratidão ao ventre. Funciona como uma limpeza e tem como objetivo libertar-nos de antigos padrões, preparando-nos para receber o novo.

“Às vezes, com ‘a limpeza’, podemos nos sentir um pouco indispostas, emotivas ou ter grandes desafios em nossas vidas. Embora possa ser muito desconfortável e doloroso, esta é uma boa dor – são as dores de parto de uma nova você.”, conta Miranda Gray, a idealizadora, no site oficial Womb Blessing.

O ritual é fruto de uma vasta pesquisa sobre o desenvolvimento espiritual e estratégias de cura para as mulheres, que se ferem constantemente em sociedades patriarcais e machistas. Ele consiste numa meditação guiada, na qual nossa atenção se volta para o centro energético localizado na parte baixa do ventre – o termo “útero” é utilizado, mas a atividade pode ser praticada por mulheres quer elas tenham o orgão ou não.

As atividades ocorrem sempre na lua cheia, de acordo com o calendário divulgado no site Womb Blessing. Ao todo, são cinco bênçãos por ano, cada qual com uma temática diferente, guiadas pelas quatro estações. Podem participar mulheres de todas as idades, desde que já tenham passado por sua primeira lua ou menstruação.

A próxima meditação está marcada para quinta, dia 18 de agosto. É possível se inscrever e receber os textos com as meditações guiadas pelo site e realizar o ritual sozinha em casa. Outra opção formar um grupo de amigas para meditar juntas! Segue a lista com alguns círculos de mulheres já organizados:

Em São Paulo, SP:

https://www.facebook.com/events/1159284027460984/

https://www.facebook.com/events/615088485312387/

https://www.facebook.com/events/1004801326294695/

Em Lavras, MG:

https://www.facebook.com/events/309149089475562/

Em São Bernardo do Campo, SP:

https://www.facebook.com/events/615088485312387/

Em Brasília, DF:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=679229988890934

Caso você participe da Benção do Útero e queira me contar sobre suas impressões, mande um email para ayodele.gathoni@gmail.com

Ilustração feita com exclusividade por Fernanda Garcia (a.k.a. Kissy).

Tags relacionadas
, ,
Escrito por
Mais de Ayodele Gathoni

Benção do Útero: a potência do ventre

É comum separarmos o divino e o carnal, o abstrato e o...
Leia mais