Diário de viagem: Bárbara em Tóquio

Viajar para o Japão é uma coisa que toda a garota que cresceu assistindo Sailor Moon na TV Manchete, colecionando revistas “Herói”, desenhando Cavaleiros do Zodíaco e jogando vídeo-game sonha. Eu, obviamente, me encaixo no perfil que acabei de descrever.

Eu fui com minha irmã que já tinha ido uma vez para lá. Isso facilitou muito a parte prática da viagem. Ah, e ao contrário do que alguém pode imaginar, mesmo sem saber japonês, todos conseguem se virar se tiverem um nível intermediário de inglês. Tudo que é turístico é bilíngüe e mesmo quando os japoneses não sabem falar inglês, fazem o máximo que podem para te ajudar. Arigato!

Além da arte e da animação japonesa, várias outras coisas do Japão sempre me interessaram e me inspiram até hoje, motivando minha viagem pro outro lado do mundo:

Enfim muita coisa boa. Tudo isso em uma país lindo, limpo, organizado e cercado de pessoas gentis.Tóquio está entre as cidades mais caras do mundo, mas acredite: sim, é possível! Com certeza será inesquecível. Arigato!

Onde fiquei: Asakusa Ryokan Tokaysou
Quanto tempo: 20 dias
Com quem: minha irmã mais velha igualmente nerd.
Quanto gastei: aprox R$ 6mil (sem comprinhas) *catchim*
Conclusão: Japão, aishiteru.

babyc-toquio-09

O Japão tem muitas coisas para se conhecer – cidades históricas, museus, templos, jardins, lojas, parques temáticos, restaurantes diferentes, eventos culturais, portanto, é importante viajar com alguém com as mesmas afinidades que você.

Ficam aqui minhas top 7 dicas quentes para o lugar mais legal do mundo:

  1. Akihabara – O paraíso nerd! Alem das lindas japinhas vestidas de maids pelas ruas, millhares de lojas com mangás,games e toys escondidas em portas mega adesivadas. viva a poluição visual! (Se você gosta de video-games vintage, procure uma loja chamada SUPER POTATO e me agradeça depois)
  2. Harajuku – o bairro fashion, onde você come crepes doces e deseja todas as roupas transadas que nunca vai conseguir usar aqui no Brasil (plus… tem uma Kiddy Land giga lá!)
  3. Museu BANDAI – É longe, mas vale a pena! Você entra e dá de cara com um Mecha Gigante, quase chorei.
  4. Asakusa – bairro tradicional com feirinha gastronômica e de objetos. Vários templos e monumentos ao redor, o verdadeiro Japão.
  5. Edo Tokyo Museu – conta a história do Japão em ambiente em que a atmosfera de Edo ( antiga Tóquio ) pode ser vivenciada, demais!
  6. Odaiba – Hello Kitty Kawaii Paradise + roda gigante, Daikanransha + Oedo Onsen – anotem, pesquisem, visitem!
  7. Restaurante da Alice in Wonderland – go check it!
  • Japoneses são extremamente educados e prestativos. Não tenha receio de pedir ajuda.
  • Na rua só é permitido fumar em lugares específicos. Nos restaurantes, pelo contrário, costuma ser permitido e alguns não tem setor dividido.
  • Há muitas máquinas vendendo todo tipo de tranqueira… especialmente bebidas geladas e..quentes também!
  • Japonesas não usam decote e raramente usam blusas de alcinha. Mas usam shorts super curtos.
  • Sempre há água gratuita em restaurantes (bom modo e economizar uns trocados).
  • Usar o metro parece complicado no começo, mas depois você se acostuma.

babyc-toquio-10

O amor foi tão profundo, que lancei um zine apenas com as fotos analógicas tiradas por lá, chamado ✿ TA DA IMA ✿ (Editora Bote) que é o que os japoneses falam quando chegam em suas residências. E foi isso que senti em Tokyo, um lugar do outro lado do mundo que finalmente me fez sentir em casa.

BMMJP.TUMBLR.COM

VEJA MAIS FOTOS DA VIAGEM
Mais de Bárbara Malagoli

Conheça: Pan Alves

Conheça Pamela Santana Alves, artista de 29 anos de idade que mora e fotografa...
Leia mais