Links da semana

Foto: Minas da Climaxxx.co (Divulgação)

Bom dia, ovelhas!

Mais um links da semana com várias coisas inspiradoras e outras que merecem um tempinho para leitura. Se quiserem compartilhar mais assuntos interessantes, é só comentar lá embaixo <3


// WOMEN WHO DRAW

Essa é uma plataforma que reúne mulheres que trabalham com ilustração. Dá pra procurar por país, orientação sexual e até religião. Um site foda pra encontrar minas que mandam bem no mundo inteirinho.

www.womenwhodraw.com

wwd

 


// CLIMAXXX

Dica da Luiza Sahd é pra ser anotada. Para a TPM, ela entrevistou a Clarissa Leal (foto em destaque), uma das criadoras da Climaxxx, uma consultoria de artigos eróticos que atende em domicílio. Fica em Porto Alegre (RS), mas em janeiro chega em SP.

 


// CELINA TURCHI

A médica brasileira Celina Turchi foi escolhida como uma das dez cientistas mais importantes de 2016 pela revista britânica Nature devido à pesquisa que descobriu a relação entre a microcefalia e o vírus da zika.

A IstoÉ a entrevistou: “Tenho orgulho da ciência brasileira”

 


// FEMININE HI-FI

O primeiro selo brasileiro dedicado às mulheres do reggae.

logofemininee

 


// MULHERES DE 2016

O Buzzfeed e sua lista de 17 mulheres incríveis de quem provavelmente você não ouviu falar em 2016.

 


// IMPOSTO SOBRE ABSORVENTES

Muitos gráficos organizados pelo Nexo para termos uma noção do imposto sobre absorventes no Brasil e no mundo.

 


// LISTA

A revista Hollywood Reporter reuniu as 50 melhores personagens femininas de Holywood de todos os tempos.

É uma ótima lista para se refletir sobre a representação das mulheres no cinema e na TV.

 


// GILKA MACHADO

Matéria da revista Brasileiros sobre a pioneira do erotismo: a carioca Gilka Machado foi a primeira poeta brasileira a escrever sobre a libertação da mulher pelo sexo.

 


// NÚMEROS

Quem a transfobia matou no Brasil em 2016? – Matéria da Vice

 


// ANÁLISES

Dois balanços feitos pelo El País BR:

Por que o ativismo das mulheres negras incomoda tanto? – Seja no mercado de trabalho ou cultura, a luta da mulher negra para conquistar espaço e ser respeitada é ainda mais difícil que a da mulher branca

Um cordão de mulheres fura o bloqueio machista em 2016 – Líderes, coletivos e executivas travam batalha para mudar a história da condição feminina no país, denunciando ainda o irmão gêmeo do machismo: o racismo

 


Até o ano que vem, amigas! Força nessa virada \o/

Tags relacionadas
Mais de Letícia Mendes

Assista: todos os filmes da Chantal Akerman

A diretora belga Chantal Akerman foi a pioneira do cinema experimental, ou...
Leia mais