Nicki Minaj e o feminismo branco

Quando comecei a rascunhar alguma coisa sobre toda essa ~ discussão ~ entre Nicki Minaj e Taylor Swift, percebi que foquei todo o meu desabafo em uma delas… E que não era bem por aí. Há muito tempo eu pensava em escrever e problematizar a simbologia feminista que Taylor Swift vem desenvolvendo e como acaba representando mulheres iguais a ela e suas BFFs, apesar de o discurso ser o contrário.

Para mim, Taylor é a cara do feminismo branco, que não consegue reconhecer seu privilégio e finge que racismo ou mesmo as mulheres negras não existem no movimento como um todo. E a forma com que ela rebateu os tweets de Nicki Minaj sobre a falta de valorização da cultura negra na indústria musical, só comprovaram isso.

A forma como ela acaba se colocando como vítima e acusando Nicki de vitimismo, deslegitimando o discuso da colega. Leva para o lado pessoal assumindo uma posição hierárquica que a mídia lhe dá muito mais por sua aparência do que pela sua música e ainda dá uma de sinhá piedosa.

É muito legal que Taylor consiga combater o sexismo na indústria da música e fortaleça a ideia de parceria feminina, mas isso tem beneficiado a quem além de outras mulheres brancas? Eu nunca me atreveria a contestar a necessidade de nenhuma mulher no feminismo e o quanto Taylor cresceu com relação ao movimento, mas ela ainda precisa aprender tanto sobre seus privilégios e outras minorias…

As palavras da rapper nem foram direcionadas a ela, mas poderiam ter sido. Uma vez que Taylor já fez suas farras de apropriação cultura (ta aí uma das coisas da minha lista de problematização sobre a cantora) e se beneficiou disso exatamente como Nicki disse em um de seus tweets. A cultura negra é adorada, porém só é aprovada quando uma mulher a “traduz” para um jeito branco de fazer e pensar, quase que a tornando boa para consumo.

Então eu percebi que toda a minha atenção estava sendo direcionada a Taylor Swift, como tem acontecido na mídia e como acontece na vida real. Nicki provavelmente sentiu isso na infância, sente isso atualmente em seu trabalho, apesar de todo o seu talento, e nós, mulheres negras, sentimos em nosso convívio social todos os dias.

Minha preocupação e de muitas outras mulheres acaba sendo direcionada a Taylor Swift, para que ela cresça com sua representatividade. Mas enquanto isso, Nicki ainda está sendo reduzida por causa de sua aparência e do seu gênero, continua sendo desvalorizada como artista.

A mídia machista se aproveitou da situação sim para criar mais um boom de acessos e cliques baseados em uma briga entre mulheres que nem existe realmente, mas e o lado racista de suas atitudes nas últimas horas? Será que as palavras de Nicki teriam sido ouvidas e repercutidas da mesma forma, se Taylor não tivesse se intrometido na história?

E nem deveríamos estar agradecidas por isso, é aí que está a preocupação: Mesmo quando luta pela falta de protagonismo, a mulher negra não é ouvida como protagonista.

Mais de Karoline Gomes

Afropunk: o movimento que liberta

Entre o preto e branco e tons neutros que a gente sempre...
Leia mais
  • William Fernando Pereira

    Eu n acho Nicki minaj desvalorizada como artista. Ela vende milhares de músicas, discos, é uma da cantoras mais famosas do mundo e essa música dela conseguiu várias conquistas, qnd existem cantoras negras muito melhores e muito menos famosas que ela q n vieram com esse discurso só pq n foram indicadas a uma categoria. Deixemos o feminismo de lado e pensemos: Será mesmo q um clipe como Anaconda é melhor q a super produção Bad Blood? Será mesmo q é justo tirar Bad Blood da competição ou faze lo alvo de indiretas, qnd temos clipes muito mais simples e um até gravado com um iphone indicados q nem deveriam estar ali? Pq as pessoas n vêem dessa forma. Hj Minaj faz shows para ditadores. Ao meu ver, ela é apenas uma oportunista indignada pelo fato de uma premiação n achar o trabalho dela digno de ser indicado a uma categoria q se esconde atrás de um tema pertinente para sair de uma discussão por cima, visto q ela é tão famosa e faz mais dinheiro do q muita mulher branca e visto q ela poderia ter feito o mesmo discurso sem indiretas outras mulheres de outros corpos q n tem culpa q um sistema comandado por homens as beneficia sem escolha por parte delas, como se elas n pudessem ser brancas ou magras. Eu sei q minha opinião n conta muito por eu ser um homem, mas mesmo se Minaj fosse branca, n acho q aquele clipe de péssimo gosto e música merecessem uma indicação a video do ano. Agora acho q as mulheres deveriam parar de hostilizar quem é branca e magra só pq a mídia difunde esse tipo de corpo ou cor e hostilizar a mídia por faze lo. Vcs tem o argumento correto, mas estão mirando, muitas vezes, no alvo errado.