Uma cafeteria só para garotas nerds

No Brasil estamos começando a experimentar lojas especializadas em coisas nerds, especialmente em São Paulo. Vendas de garage kits, de HQs e mangás, games, jogos de tabuleiro. A ideia de um bar temático, então! Isso é recente.

Mas lá no Japão isso é algo bastante comum há muitos anos. Sabe o que estava faltando? Um clube da Luluzinha nerd, um espaço só para garotas, para que elas possam relaxar e ser elas mesmas, trabalhar, ler juntas, jogar videogames, fazer reuniões e até costurar as roupas dos cosplays (!) sem se preocuparem em ser mais um pedaço de carne estereotipado, tendo que tomar cuidado para não ter suas calcinhas fotografadas por aí.

 
ataraxiacafe_04
 
A cafeteria Ataraxia Cafe, em Osaka, é a primeira no país a permitir apenas a entrada de mulheres. O café tem um espaço de trabalho super completo que oferece wi-fi gratuito (raro no Japão), carregadores, máquinas de costura, manequins e muitas mesas para as garotas realizarem seus projetos.

 

ataraxiacafe_03a
ataraxiacafe_03b
 
A cafeteria “girls only” serve café (dãr), chá, doces incríveis (como os que tem no Espaço Kazu, no bairro da Liberdade em São Paulo) e também álcool – nada como um happy hour das minas.

Para participar do café, é preciso tornar-se membro. Clubes de cafés, exclusivos para assinantes/membros, é algo bastante comum no Japão. No caso do Ataraxia Cafe, é preciso ser uma mulher acima de 18 anos.

 
ataraxiacafe_02
 
E aí? Acham interessante a ideia de um espaço só para garotas ou consideram problemático manter espaços divididos por gênero?


Notícia via Kotaku. Imagens via Twitter do Ataraxia Cafe.

Tags relacionadas
, , , ,
Mais de Nina Grando

Ouça: 私 Noodle❗️

Uma mixtape eclética com músicas de 13 artistas mulheres selecionadas pela Noodle,...
Leia mais
  • Janz

    A inexistência do Gênero na nossa sociedade está longe de ocorrer, então acho sim, muito legal, fazerem espaços só para garotas :3 já tem muitos espaços dominados por homens, provavelmente eles só fariam ”um espaço só pra eles” por raivinha, pois não é como se eles se sentissem desconfortáveis nos locais que eles já habitam. Gostaria que trouxessem uma ideia dessas para o Brasil ^^ seria legal juntar com minas mais nerds para fazer amizades ou simplesmente ficar tranquila em um local curtindo (Que vejo muitos homens fazendo isso em vários locais mais geeks por aqui, não que não possam estar mulheres também, mas acho que varias se sentiriam desconfortáveis pela predominância do papo)

  • Já sofri muita, mas muita discriminação no meio otaku e gamer. Confesso que me sinto um peixe fora d’água ao entrar numa loja geek ou ir à um encontro de portáteis. Namorei com um garoto que ía aos encontros e não entendia porque eu não ía junto. Simplesmente porque, além de fóbica social, eu já sofri muito assédio nesse meio. E um dos motivos que esse rapaz deu pra terminar o namoro, foi porque eu não ía encontrar os amigos (gamers e 95% homens) com ele.

    Também já me insultaram em fóruns que tentei participar, já que não conseguia participar dos encontros IRL. Sempre achando que eu estava ali pra “chamar atenção”, “conseguir um namorado nerd”, entre outras coisas absurdas. Até minhas fotos stalkearam, expuseram sem pedir e foram extremamente desrespeitosos em todos os sentidos.

    Então, nossa! Essa idéia é muito boa sim. Visto que, com certeza, outras meninas já passaram por problemas parecidos com os meus. Existindo ambientes só para gamers mulheres, acho que muitas garotas que foram reprimidas como eu, teriam a oportunidade de interagir com mais segurança. Embora, por outro lado, seja triste pensar que algo assim seja necessário para que as garotas sintam-se confortáveis fazendo algo que gostam. Eu votaria em existir essa opção sim.