Irmana

mtamayo_ovelha01

Irma,

Perdi de novo. Acho que dessa vez eu me recupero mais rápido, pelo menos é o que eu sinto. Não, pera. Volta. Dessa vez eu vou me recuperar mais rápido, Irma. Sei disso porque estou mais segura. Viu? Estou tentando parar de falar “acho” o tempo todo. O “tentando” ainda é difícil, mas vou conseguir.

Acho que as palavras têm… Volta. As palavras têm a força dos vivos e dos mortos, Irma. Os alegres são alegres desde que se inventou a “alegria”. Os tristes são tristes desde que se inventou a “tristeza”. Toda a alegria e tristeza do mundo, do tempo, em duas palavras. Eu amo as palavras, Irma. Mas acho que elas podem trair nossa alma se não forem tratadas com carinho.

Vou me perdoar por esse “acho”.

Como te disse, hoje eu perdi de novo. Eu usaria a palavra “chateada” para descrever o que senti naquele momento, mas não foi uma chateação pura. Eu também fiquei “aliviada”, “grata”, “melancólica”, “forte” e “esperançosa”. Existe uma palavra para tudo isso? O que senti foi um azul fervendo em vermelho e rosa, Irma.

Perder me faz perceber alguns tipos de dor. Que me faz querer entender. Não sei o porque disso, de verdade, mas é quase automático o jeito que acontece. É uma espécie de reflexo, como se um exército de mini analistas eclodisse de uma nuvem para cutucar o machucado. Elaborando teorias, buscando referências no passado, em outras pessoas, catalogando cada pedaço do que sinto, descartando palavras que não resolvem o problema. É bem cansativo, ainda assim eu me esforço para ser o mais clara possível. Dessa forma, no final, uma nova parte de mim é desvendada. Não entender é uma aventura, Irma, mas entender qualquer coisa é um alívio. Eu faço isso por mim mesma.

Irma, que evolução! Eu faço isso por mim mesma! Quanta força pra quem passou tempo demais entre o “abster” e o “você primeiro”.

Até a próxima carta, amada mia. Até lá espero ter conseguido compreender melhor a “timidez”, a “melancolia” e a “solidão” que tanto me seguram. Lógico que nenhuma delas em seu estado puro, elas nadam em um oceano de outras coisas. Deixo esse mistério para depois.

Beijos da sua

Mana

Tags relacionadas
,
Escrito por
Mais de tama-yo

Irmana

Irma, Perdi de novo. Acho que dessa vez eu me recupero mais...
Leia mais