R.I.P Zaha Hadid

Zaha Hadid, a arquiteta mulher mais famosa do mundo de 65 anos estava sendo tratada de bronquite em um hospital em Miami (EUA) e nos deixou nesta quinta-feira de um ataque cardíaco. : (

131031102519-zaha-hadid-horizontal-large-gallery

Ficou conhecida internacionalmente por seus projetos ousados, grande parte deles, conceituais e identificados com a corrente desconstrutivista. Uma tendência da arquitetura pós-moderna que quebra as regras da arquitetura moderna, caracterizando-se pela fragmentação, pelo processo de desenho não linear.

 

hadid-interior
Design de interior

 

Nascida em Bagdá, ela estudou matemática na Universidade de Beirute antes de começar a carreira na Associação Arquitetônica de Londres. Em 1979 Hadid abriu seu próprio escritório, o Zaha Hadid Architects.

 

zaha-hadid-beko-building-belgrade (1)
fábrica Beko, no centro de Belgrado, Sérvia

 

Hadid se considerava uma “forasteira” por ser mulher, de origem estrangeira e de espírito inovador. No Brasil, a arquiteta criou em 2008 uma sandália plástica para a grife Melissa, quem lembra?

 

mel01
Em 2004, ela se tornou a primeira mulher a vencer o Prêmio Pritzker, considerado o “Nobel da arquitetura”. Foi também a primeira mulher a receber, em fevereiro, a Medalha de Ouro do Instituto Real de Arquitetos Britânicos, em reconhecimento por sua obra, chupa!

 

aquatics-1
Centro Aquático de Londres

 

Hoje em dia vemos o tempo todo mais arquitetas estabelecidas. Mas isto não significa que seja fácil. Às vezes os desafios são imensos. Houve uma mudança tremenda nos últimos anos e vamos continuar com este progresso

 

1673188-slide-750-zaha-021
Estação anti-incêndio, Alemanha.

 

Uma mulher poderosa e  pioneira que lutou muito para ter espaço em seu campo de atuação e sempre que teve a oportunidade , apontou a importância do papel feminino na sociedade – em especial no mundo da arquitetura e dos negócios, nos quais continuava enfrentando preconceitos.

 

HAC_photo_by_Iwan_Baan_(2)
Centro Heydar Aliyev, em Baku, no Azerbaijão.

Sim, sou feminista porque acho todas as mulheres inteligentes, talentosas e duras. Acredito na habilidade feminina; e no poder e na independência femininas. Antes eu não gostava que me chamassem de arquiteta mulher. O importante é que sou arquiteta, o fato de ser mulher é uma informação secundária. Mas talvez isso tenha ajudado outras mulheres, inspirando-as a escolher uma profissão e fazer algo a respeito, especialmente em um campo considerado não apto para mulheres.

 

131031102519-zaha-hadid-horizontal-large-gallery copy
 

Mais de Bárbara Malagoli

♪ Dançando no chuveiro ♪

Dance como se ninguém estivesse vendo!
Leia mais