A violência nos namoros de atrizes pornô

Stoya e James Deen, em cena.

A atriz pornô Stoya postou recentemente dois Tweets que diziam explicitamente que seu ex-namorado, o celebrado ator pornô James Deen, a tinha estuprado. Pra quem não conhece, Stoya e Deen são duas figuras populares do pornô mainstream atual, não só para os seus filmes, mas também por contribuírem em publicações relacionadas a sexo, desmistificando alguns preconceitos sobre a pornografia.

 


 
Traduzindo livremente: “Aquele momento em que você entra na internet por um segundo e vê as pessoas idolatrando o cara que te estuprou como uma feminista. É uma merda.”

“James Deen me segurou e me fodeu enquanto eu falava não, pare, usando até a minha palavra de segurança. Eu não posso simplesmente acenar e sorrir quando as pessoas trazem ele à tona.”

 
Os tweets de Stoya rapidamente repercutiram na internet. A atriz ganhou o apoio da produtora pornô Joanna Angel, via Twitter. Além disso, a editora-chefe do The Frisky, revista para qual James Deen tem escrito sua coluna, chamada “What Would James Deen Do?” (O que James Deen faria?), anunciou que vai encerrar sua parceria com o ator na publicação, além de dar todo o apoio à atriz via Twitter.

Diferente do que está rolando atualmente na campanha #meuamigosecreto, que incentiva as mulheres a denunciarem as diversas situações de abuso, machismo e violência sem apontar nomes, Stoya não titubeou e disse com todas as letras quem foi o homem que a violentou. A denúncia pública da Stoya mostrou não só sua coragem de expor o que sofreu como também de expor publicamente seu agressor, sem medo das consequências. Porque por mais que a partir daí venham entrevistas e um processo, ela sabe que foi o certo a ser feito.

 

James Deen e Stoya
James Deen e Stoya
 
Deen ganhou fama por seu trabalho na indústria de filmes adultos, anunciado como o galã da indústria pornô, com muitas fãs do sexo feminino. Ele rotulou a si mesmo como feminista (é, pois é) em entrevistas anteriores, tendo dito que “no final do dia, eu desejo que todos tenham o respeito que eles merecem e que respeitem as liberdades e os direitos civis das pessoas.”

Essa denúncia feita pela Stoya é seríssima, pois não só expôs uma celebridade sem medo para que ela sofra a consequência de seu ato como também ajuda a lançar mais luz sobre a importância do consentimento durante todo o momento do sexo. O fato de Deen ter ignorado a palavra de segurança de sua parceira é alarmante, especialmente para um ator que lida com a natureza do consentimento no seu trabalho! Mesmo se o consentimento foi dado inicialmente, se a pessoa pede para parar e isso não for respeitado, conta como estupro. Stoya é uma mulher feminista e defensora dos direitos dos trabalhadores do sexo e não pode ser ignorada.
 

Atrizes pornôs são comumente violentadas fora das câmeras pelos homens que amam

Não podemos esquecer da também recente e terrível história do que aconteceu com a atriz pornô Christy Mack, que foi estuprada e espancada pelo lutador de MMA Jonathan Koppenhaver, mais conhecido por War Machine (Máquina de Guerra).

 

A atriz Christy Mack e seus pitbulls
A atriz Christy Mack e seus pitbulls
 
Em uma audiência, o advogado do lutador, Brandon Sua, chegou a dizer que seu cliente era inocente (!) e afirmou o pior dos absurdos: que não há como estuprar uma atriz pornô. “Não haveria como estuprar Christy por ela ser uma atriz pornô e gostar de sexo violento”, disse o advogado.

O absurdo desse caso não pára por aí. O lutador riu da situação e não demonstrou nenhum tipo de arrependimento. Ele ainda mandou um beijo para a promotora que cuidava do caso, Jacqueline Bluth, durante a audiência. O estuprador e lutador foi acusado de 34 crimes, incluindo estupro, sequestro e tentativa de assassinato da ex-namorada.

Este ano, Christy Mack falou à HBO Sports sobre a condenação do lutador. Depois de tudo que ele fez e de quase tê-la matado, ele só vai pegar até 5 anos de prisão, não os 20 anos que a atriz esperava. O mais triste disso? “Assim que ele for solto, ele vai me matar”, disse Christy.

Não é porque a mulher escolhe se prostituir, virar atriz pornô ou usar mini-saia que ela “merece” o estupro. Ninguém merece ser estuprada. Ninguém.

Mais de Nina Grando

GoldieBlox comemora as mulheres de 2015

A GoldieBlox é uma marca de brinquedos que incentiva garotas a brincarem...
Leia mais