Amo/Sou: Stay Home Club

Eu sou uma pessoa assumidamente caseira. Claro, eu tenho vida social: adoro sair pra um restaurante gostosinho, ir ver um filme no cinema, passar horas numa livraria, conhecer barzinhos novos, andar de bicicleta, enfim. Mas isso de vez em quando. Normalmente, no meu tempo livre, meu rolê favorito é ficar em casa e por um disco pra ouvir, ler deitada na cama, brincar com minhas gatas, jogar videogame, perder horas descobrindo novas lojinhas da Etsy… ou mesmo quando estou emotiva e só quero ficar em casa choramingando vendo um filme na TV.

shc-totes

Tanto que meu ex-namorado, que é um cara boêmio ultra carismático e extrovertido, tinha coceira com minha falta de ânimo pra sair. Enquanto ele amava dar rolês intermináveis com pessoas que ele tinha acabado de conhecer, eu torcia o nariz e queria ir embora mais cedo.

shc-bottons
Para abraçar esse meu lado recluso e um tanto anti-social, descobri há alguns anos atrás a lojinha Stay Home Club, que em tradução livre seria algo como “O Clube das Caseiras” (coloquei no feminino, porque o foco da loja é vestuário para garotas – apesar de ter uma camiseta ou outra para rapazes).

shc-quadros

 
As camisetas e moletons traduzem exatamente o que os outros gostam de dizer sobre as pessoas caseiras de uma maneira perfeitamente irônica e bem-humorada, trazendo frases como “Boring is Best” (algo como “tédio é melhor”), “Recluse” (reclusa) e “Awful” (horrível). Além de camisetas, eles vendem pins, posters, totes, canecas e mais um monte de outras coisas legais. E sim, garotas: entrega no Brasil.

Mais de Nina Grando

Ouça: 私 Noodle❗️

Uma mixtape eclética com músicas de 13 artistas mulheres selecionadas pela Noodle,...
Leia mais